Comprar Móveis Vintage: Como Escolher O Melhor Para Sua Decoração

Nostalgia, lembrança e bem estar são alguns dos sentimentos proporcionados pela decoração vintage. Conheça um pouco mais sobre este estilo

Viajar pelo tempo ainda faz parte da ficção científica, mas a moda e a decoração já fizeram a sua parte para, pelo menos, revisitar o passado. Com móveis vintage e demais ornamentos, muitas casas já entraram na onda de revalorização de períodos antigos.

O vintage voltou à moda (ou jamais saiu dela) por apostar na emoção e na nostalgia das pessoas com objetos que faziam parte da infância e da juventude delas. O objetivo é garantir a preservação da memória e, principalmente, de boas lembranças.  

Diferentemente de outras tendências, em que importa o conjunto da obra, aqui o que vale são os detalhes de cada elemento. Se é para retratar um determinado período, tudo precisa condizer com o momento histórico – até mesmo o telefone e a cor da parede.

O mercado identificou esse movimento e aposta no vintage. Diversas lojas de móveis e decoração, sejam físicas ou online, vendem produtos com estética de outras épocas para agradarem os consumidores mais exigentes.

Mas para identificar qual a melhor peça e como harmonizar com todos os ambientes, confira algumas dicas e informações sobre esse estilo cada vez mais popular no Brasil.

 

O que é a decoração vintage?

Estilo bastante popular nos últimos anos, o vintage é praticamente um retorno ao passado. Ele aposta na utilização de peças antigas para realçar o ambiente, dando um toque personalizado e, ao mesmo tempo, nostálgico.

Esse conceito surgiu na indústria da moda ainda no século 20, com a valorização de itens de outras décadas nas roupas e acessórios. Logo, se espalhou para a decoração de casas que buscavam algo original em contraponto ao estilo moderno.

Essa tendência aposta na utilização de vários objetos para reforçar os detalhes, mas também consiste na pintura da parede, com cores marcantes, e no próprio design de cada cômodo para promover todos os elementos.

 

Vintage ou Retrô?

A onda de utilizar produtos antigos ou com temática de outras décadas na moda e decoração tornou-se bastante popular nos últimos anos, mas colocou uma dúvida na cabeça das pessoas. Afinal, qual é a diferença entre vintage e Retrô?

Os dois conceitos apostam no clima nostálgico e em objetos que estavam na moda em outras épocas. Contudo, o Retrô consiste em desenvolver novos itens a partir de algo do passado. Por exemplo: criar caixas de som com o mesmo design dos rádios antigos.

Já o vintage é a utilização de peças antigas no dia a dia, simbolizando um retorno à moda. Esses produtos podem ser usados até em outra função, mas são reaproveitados por estarem bem conservados – ou por serem reproduções bem próximas do original.

 

Quais são as tendências?

Por ser um retorno ao passado, não há uma tendência ou marco temporal para a decoração vintage. Na verdade, como é inspirado pela nostalgia e por lembranças antigas, normalmente as peças remetem à infância e à adolescência das pessoas.

Hoje, por exemplo, está na moda usar objetos que lembram as décadas de 1970 e 1980, período que engloba a juventude de muitas famílias brasileiras. Entretanto, também é possível encontrar móveis vintage dos anos 1950 e até mesmo 1940.

Independentemente de qual for a temática, é necessário dedicar atenção maior aos detalhes. São eles que irão chamar a atenção dos visitantes em todos os ambientes e deixarão a casa com a sua cara.  

 

Quais peças usar?

Como já foi dito no tópico anterior, é preciso pensar nos detalhes. Portanto, antes mesmo de definir os itens de decoração, é preciso ver se eles possuem o charme e os elementos que remetem ao período que você deseja retratar.

A escolha também pode variar de acordo com os objetos. Porcelanas antigas, por exemplo, são ótimas opções para a copa e cozinha. Fãs de música podem utilizar um toca-discos em sua sala de estar. Sofás dão um toque a mais de originalidade. Veja aqui diversos estilos de sofás retrôs!

O importante é saber medir a quantidade de detalhes e, principalmente, harmonizar o vintage com o restante do lar. Para isso, aposte em cores de tons pastéis, que combinam com várias tendências, e tente balancear os componentes “antigos” com os “modernos”.

Posso colocar a mão na massa?

Sim, sem dúvida! Uma das maiores vantagens deste tipo de decoração é justamente a possibilidade da pessoa transformar itens que estão encostados em sua casa em móveis vintage totalmente funcionais.

Essa é a ideia do DIY (Do It Yourself, ou Faça Você Mesmo, em português). Ela explica a possibilidade que as pessoas têm de criarem diversos objetivos, desde acessórios personalizados até o mobiliário da residência.

Uma televisão antiga e sem uso pode se transformar em uma pequena prateleira, por exemplo. Já um rádio antigo pode ser reaproveitado como decoração para a cozinha. Basta imaginar, planejar e trabalhar para dar nova vida a produtos que já estavam na lixeira. Confira mais dicas de estilos de decoração

 

Deixe a casa repleta de boas lembranças

O vintage é a maior prova de que a moda é cíclica: o que estava por baixo ontem pode voltar com força no futuro. É essa rotatividade que faz a tendência continuar entre as preferidas do público nas últimas décadas.

Não só por deixar a casa com um toque personalizado e original, mas também por tudo o que os objetos antigos representam para as pessoas: a lembrança doce dos bons momentos vividos na infância e na juventude.

Revestimento, porcelanato e sofás são exemplos de itens que despertam a nostalgia e deixam aquela sensação de bem estar. Dessa forma, a residência volta a ter o status de “lar, doce lar” que sempre sonhamos.  

Você já apostou em alguma decoração vintage em sua casa? Conte para a gente nos comentários e aproveite para conhecer a Elegancy Design

assinatura

A Elegancy Design é uma empresa voltada para o ramo moveleiro e de decoração. Nossas peças são feitas artesanalmente, para que o nível de qualidade corresponda com as necessidades de nossos clientes.

Acesse a nossa loja

Compartilhar
Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *